PLANO DE NEGÓCIOS PARA STARTUP


STARTUP COMO FUNCIONA

Uma startup não é um tipo de negócio tradicional, de pequeno porte, em sua fase inicial. Startups são formadas por pessoas que identificam problemas, nem sempre claros, e criam soluções inovadoras para resolvê-los. A startup é baseada em um modelo de negócios que deve ser repetível e escalável, mesmo em cenários de extrema incerteza. Nesse contexto, a repetição significa ser capaz de entregar o mesmo produto novamente em escala com potencial ilimitado, com customizações reduzidas para cada cliente.

Engana-se quem pensa que startups são somente coisa da internet. É claro que é mais fácil encontra-las na internet pois é bem mais barato criar uma empresa digital do que uma de agronegócio ou uma indústria, por exemplo. Além disso, a web permite uma expansão muito mais simples do negócio, com menos necessidade de capital.


STARTUP COMO CRIAR


O primeiro passo para criar uma startup é a definição do modelo de negócios. E como já falamos, ele deve ser repetível e escalável. Em resumo, inovador. A startup está inserida em um ambiente de negócio muito mais dinâmico e arriscado do que o de uma empresa comum. Por isso, a criação de startup deve ser muito mais dinâmica do que nos modelos tradicionais de negócios.


PLANEJAMENTO PARA STARTUPS

Tendo a ideia e o modelo de negócios definido, de preferência com a “fórmula” para criar e entregar valor validada, é que se deve partir para o plano de negócios para startup. E diferentemente de um plano de negócio tradicional, esse tipo de planejamento para startups tem a flexibilidade como palavra-chave, devendo ser altamente adaptável de acordo com as eventuais mudanças que surjam no cenário de negócio.

Ao levarmos em conta que, em geral, as startups têm como objetivo o crescimento rápido e não apenas a sobrevivência, o plano de startup funciona como uma guia a ser seguido pelo empreendedor – um mapa para aprofundar suas estratégias em prol da lucratividade. Podemos afirmar que sem esse documento tudo fica mais difícil, complicado. O plano de negócios de uma startup é uma ferramenta essencial para a arrancada no negócio, mesmo em tempos de crise.


CONTEÚDO DO PLANO DE NEGÓCIOS DE STARTUPS


O plano de negócios de startups contém a caracterização do negócio, a análise do negócio e a formulação estratégica. Na primeira etapa são respondidas questões como: O que é o negócio? Qual problema ele resolve? De que forma resolve? Com quais ferramentas e tecnologias atua? Nessa fase são definidos os fatores-chave de sucesso além de serem elencadas as variáveis críticas que afetam o mercado em que a startup está inserida.

Já na segunda etapa, o planejamento de startup analisa o comportamento das variáveis internas e externas revelando oportunidades, ameaças, potencialidades e fragilidades envolvidas com o modelo de negócio da startup. Nessa fase analisa-se, também, o mercado, seu potencial, bem como concorrentes e produtos substitutos.


MOMENTO DO PLANO DE AÇÃO STARTUP

Por fim, o plano de negócios para startups define objetivos, bem como diretrizes e estratégias para alcança-los. Esse é o momento do chamado plano de ação startup, ou seja, quando são definidos orçamentos e cronogramas de execução. Nessa fase pode-se projetar resultados financeiros de acordo com cenários determinados: pessimista, neutro ou otimista, por exemplo.

Além do plano de negócios, um negócio inovador ainda pode precisar de:

  • Plano de marketing startup
  • Plano de comunicação startup
  • Plano de investimento startup
  • Plano financeiro startup

Nós estamos prontos para fazer sua startup crescer e tem as ferramentas certas para isso. Para mais informações, entre em contato com nossos consultores.

Fale Conosco

Siga-nos nas Redes Sociais!

Canais de Empreendedorismo e Comunicação Integrada da agência iD. Publicidade.

CASES DE SUCESSO

"